30 outubro 2006

Palestra na Fundação Evangélica

Fui convidado pela Fundação Evangélica para fazer uma palestra, no dia 24/10, sobre software livre, na semana CIARTEC (Ciências, Artes e Tecnologia). Muito obrigado pelo convite! Esta foi minha segunda participação no evento, ano passado tivemos a primeira participação, junto com o Andreas e o Gilberto. Estou a disposição para o próximo ano :)

Em uma apresentação rápida de 20 minutos, falamos sobre a definição e a filosofia do software livre. Em seguida, tivemos algumas demonstrações práticas, por uns 50 minutos.

Na demonstração do XGL, foi bem legal mostrar que temos hoje um desktop com apelo visual que quebra o mito de que "o Linux é feio". Mostrei também como fazer para usar o LiveCD do Ubuntu 6.06 que foi distribuído na apresentação. Navegamos pelos menus do GNOME, mostrando algumas aplicações, como o OpenOffice.org. Mostrei também como fazer uma instalação de um programa e a atualização de todo o sistema pelo Synaptic, mostrando como é simples instalar software e manter o sistema atualizado.

Estimo em 40 o número de pessoas que assistiu a palestra. Foram distribuídos 10 CDs do Ubuntu 6.06 para PC e 1 para Mac; 5 CDs do Ubuntu 5.10 para PC; e 30 CDs do Kurumin da Caixa Federal.

19 outubro 2006

Reunião para a Semana da Juventude

Hoje tem a reunião "Diálogos com a Juventude", da Diretoria de Políticas Públicas de Juventude da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo, com a pauta "2ª Semana Municipal da Juventude", da qual o SoftwareLivreVS participará. A reunião será no dia 19/10/2006, às 18h, no Auditório do Espaço Cultural Albano Hartz, no Calçadão Oswaldo Cruz, Novo Hamburgo.

17 outubro 2006



Rede Nóia

Implantando Redes Mesh de forma rápida e fácil.


O que é Rede Nóia?

Para Leigos - Você tem um computador em sua casa, então você adquiri um aparelho que custa em média R$130,00, começa a receber internet turbo gratuita e ao mesmo tempo repassando o sinal adiante, sem mais nenhum custo.

Para Técnicos - Você instala um Access Point com a função de repetidor de sinal WiFi em sua casa, ao mesmo tempo em que você recebe sinal de internet banda larga você estará repassando este sinal. A conexão do AP com seu micro pode ser feita com ou sem cabo.


Nome do Projeto: Rede Nóia.
Segmento: Inclusão Digital.
Objetivo do Projeto: Levar acesso banda larga para um maior número de pessoas.
Direitos e Obrigações: Você recebe internet banda larga sem custo, mas se compromete a retransmiti-la da mesma forma.
Área de Cobertura: Começaremos em Novo Hamburgo-RS, mas temos a intenção de ampliá-la para todo o Vale dos Sinos, ou até mesmo para toda grande Porto Alegre.
Custo do equipamento para receber e retransmitir o sinal: Custo médio de R$ 130,00, o projeto não comercializa este equipamento, apenas indicamos as lojas onde eles podem ser encontrados.



Dúvidas mais freqüentes:

Quem poderá receber este sinal ?
Todas as pessoas que aceitem as normas de uso e estejam em uma área que tenha cobertura.

Como saber se a minha casa está dentro da área de cobertura ?
A partir da segunda fase do projeto, será criado um site onde colocaremos um mapa, através dele o usuário saberá os locais cobertos pela rede.

Quem fará a instalação e configuração dos equipamentos ?
O próprio usuário, através de tutoriais que serão colocados no site.

Quem disponibilizará o sinal de internet?
Além das empresas parceiras do projeto, tentaremos parcerias com Prefeituras e qualquer usuário que tenha internet banda larga e queira compartilhar com a comunidade.

Tenho que ter um usuário e senha para acessar esta rede ?
Não, o acesso será livre, haverá um site onde você irá preencher seu nome e endereço, que será usado apenas para criar um mapa de cobertura.

Meu Computador é antigo, ele pode ser usado mesmo assim?
Qualquer computador que tenha uma placa de rede, tem os requisitos mínimos a funcionar, claro que quanto mais antigo o computador, mais lento o seu funcionamento.



Etapas do Projeto:

1ª Parte do Projeto:
* Fazer o levantamento das pessoas que irão ajudar no desenvolvimento do projeto e distribuir tarefas.


2ª Parte do Projeto:
* Fazer listagem das pessoas que têm interesse em receber o sinal.
* Fazer listagem das pessoas que querem compartilhar sua internet.
* Fazer listagem das empresas que queiram ser parceiras do projeto.
* Fazer um mapa com cada participante do projeto, para analisarmos onde serão formados os primeiros núcleos.
* Definindo um padrão técnico.
* Criando um documento com as normas que cada usuário deverá aceitar para fazer parte do projeto.


3ª Parte do Projeto:
* Pondo em prática o projeto, habilitando os primeiros usuários.
* Testando o alcance dos repetidores.


4ª Parte do Projeto:
* Divulgando o projeto em jornais e demais meios de comunicação.




Dados importantes sobre Redes Mesh:

Padrão WiFi 802.11- Banda Livre não precisa de registro pela ANATEL.

Os AP (access point) irão se comunicar entre eles utilizando o modo Ad-Hoc.



Contatos

No momento ainda não criamos uma lista, nem mesmo um email para o projeto, caso alguém queira maiores explicações, ou queira ser um parceiro deste projeto, mande um email para: mixernh@sinos.net




Curiosidades:

De onde surgiu a idéia de criar este projeto ?
A idéia de compartilhar internet banda larga gratuita já existia a muito tempo, mas só agora que conseguimos equipamentos por um preço ao alcance de todos. Na prática o projeto começou por uma necessidade particular. Tenho um laptop com placa wireless Broadcom 4318, mas infelizmente não existe um driver desenvolvido para Linux. Para faze-lo funcionar utilizo drivers de windows através de emuladores, com isso reduzo o alcance da minha rede wireless de 100mt para 10mt. A solução para meu problema foi instalar um retransmissor dentro do meu apartamento, que foi onde tudo começou.

Autor: Rodrigo Schumacher

03 outubro 2006

Muito obrigado!


O SoftwareLivreVS agradece a todos que ajudaram para que o Dia da Liberdade de Software 2006 acontecesse!

equipe.jpg

Atendemos 120 pessoas, distribuímos 200 CDs, fizemos 2 palestras e tivemos o melhor evento que já realizamos neste primeiro ano de atividades. Veja mais fotos e relatos do evento, e o que fizemos com a sua ajuda:

mosaico.jpg

26 setembro 2006

Palestras de Joomla! e FreeBSD

Foram apresentadas duas palestras no Dia da Liberdade de Software 2006. Estes são os relatos escritos pelos palestrantes Roberta Heckler e Rafael:

Resumo da Palestra de Joomla!

A palestra teve por objetivo apresentar uma nova ferramenta CMS (Content Management System) - Gerenciador de Conteúdos - muito utilizada para desenvolvimento de sites dinâmicos, relatando um breve histórico da mesma.

Foram citadas outras ferramentas CMS conhecidas mostrando em seguida algumas vantagens de utilizar o Joomla.

Principais vantagens:

- Totalmente Free (também chamado de FOSS - Free/Open Source Software);
- Grande variedade de recursos;
- Sistema de Controle de versões completo, permitindo auditorias;
- Recuperação de conteúdos alterados e seus históricos;
- Gerenciamento de múltiplos Sites em uma única instalação;
- Reutilização Real de conteúdos;
- Módulos para e-commerce
- Instalação bastante simples, requer apenas um servidor web (recomenda-se Apache), com PHP e MySQL e pode rodar sobre qualquer sistema operacional, incluindo Windows Server 2003, Linux, FreeBSD e demais sistemas UNIX.

Facilidades com Templates:

- Template praticamente todo em HTML e não é necessário que o designer conheça comandos específicos do sistema para criar novos modelos ou fazer alterações nos já existentes;
- Interface de edição bastante intuitiva, tornando simples realizar tarefas mais corriqueiras, como inserir e gerenciar conteúdos.

Ao final, apresentamos alguns exemplos de sites desenvolvidos com o Joomla como:

- www.bsdserver.com.br;
- www.necaavon.com.br;
- www.leadercn.com.br, entre outros, destacando a diferença entre eles mesmo utilizando o mesmo template.

Resumo da Palestra de FreeBSD

A palestra teve por obejtivo apresentar um breve relato sobre o Sistema Operacional FreeBSD, sistema este com uma divulgação menor que o Linux.

Foi apresentado um breve histórico relatando o nascimento da família BSD 15 anos antes do surgimento do Linux.

A família BSD (Berkeley System Distribution) é composta por 3 sistemas operacionais free/open-source e dois comerciais, a saber:

- FREE/OPEN:
- FreeBSD - foco principal em performance, disponibilidade de aplicativos e estabilidade;
- NetBSD - foco principal em portabilidade;
- OpenBSD - foco principal em segurança;

- COMERCIAIS:
- BSD/OS;
- Darwin/OS (Sistema Operacional dos atuais computadores Apple).

Os principais pontos abordados na palestra, reforçando o motivo pelo qual o FreeBSD também é uma excelente opção, foram:

- Aplicativos do Sistema Operacional e Kernel são fomentados pela mesma entidade, a Universidade da Califórnia, em Berkeley, ao contrário do Linux, que tem os aplicativos GNU e o Kernel desenvolvidos separadamente.

- Facilidade de atualização dos aplicativos instalados e do próprio sistema operacional, tornando a padronização do gerenciamento de diversos servidores uma tarefa mais simples. Foram citados o sistema de ports e de source upgrade.

- Todos os aplicativos de segurança (filtros de pacotes e firewall) são implementados no kernel (kernelland).

- A licença do FreeBSD chama-se BSD Licence, que é "mais livre" que a própria GPL: É possível pegar um código-fonte protegido por BSD Licence, alterar, fechar e vendê-lo. Um exemplo famoso é a pilha TCP/IP que a Microsoft utilizou no Windows NT: esta foi totalmente copiada da pilha TCP/IP do BSD.

- O sistema de partições do FreeBSD atua de maneira diferente à do Linux e
Windows: O FreeBSD utiliza uma partição física do disco rígido, e dentro dela cria "fatias", para separar fisicamente os diversos pontos de montagem. (/, /usr, /var, etc...).

Foram feitas demonstrações sobre os tópicos acima abordados. Em virtude deste
Sistema Operacional ser pouco conhecido não houveram dúvidas sobre o que foi apresentado. Houveram contribuições de um espectador já familiarizado com o S.O., que informou alguns dados técnicos relevantes.

21 setembro 2006

Dia da Liberdade de Software 2006:
  • Evento: Dia da Liberdade de Software 2006 (Software Freedom Day 2006)
  • Data: 16/09/2006, das 14:00 às 17:00
  • Local: Centro Universitário Feevale, Cidade de Novo Hamburgo, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil
  • Promovido pelo Grupo de Usuários de Software Livre do Vale do Rio dos Sinos - SoftwareLivreVS
  • URL: http://www.softwarelivrevs.org/
Fotos:

As fotos do evento, tiradas por vários voluntários do grupo, estão disponíveis em http://softwarefreedomday.org/gallery/2006/america/brazil/softwarelivrevs/

Relatos:

"Cheguei no local do evento em torno das 10 horas da manhã para ajudar na
preparação do ambiente. O Rodrigo Goulart e o Marcos já estavam por lá, organizando os últimos detalhes. A FEEVALE foi muito eficiente e já tinha preparado tudo, envolvendo a disposição e instalação dos equipamentos, rede elétrica e lógica e colocação das mesas e cadeiras. Foi feita uma divisão do espaço para criar um ambiente reservado para as palestras, com canhão de projeção e cadeiras. No restante do ambiente havia 9 computadores com acesso à Internet que foram usados para demonstrar software livre para o público, além de outro canhão de projeção e de um amplificador de áudio, que usamos para demonstrações, jogos e exibição de vídeos. Na seqüência foram chegando o Carlinhus, o Gilberto, o Andreas, e os outros voluntários do grupo.

Pelas 13:30 já foram chegando as primeiras pessoas, antes do horário de abertura, que era às 14:00. Daí em diante, foram chegando cada vez mais pessoas. Na minha opinião este foi o evento com a maior presença de público que nosso grupo conseguiu reunir. Estimo em torno de 120 o número de pessoas atendidas, destas, 87 escreveram seu nome na lista de presença. Eu pessoalmente não distribuí nenhum CD, mas estimo que o grupo deva ter distribuído em torno de 80 CDs do Kurumin e 120 CDs do
Ubuntu.

A principal atividade da qual participei durante o evento foi atender pessoas interessadas em software livre para escolas. Tive o privilégio de atender a coordenadora responsável pelos laboratórios de informática de mais de 200 escolas públicas da região. Demonstrei com um LiveCD do Ubuntu o sistema operacional GNU/Linux, enfatizando alguns softwares livres educacionais, que instalamos durante a demonstração, entre eles o KTurtle e o GCompris.

Além da demonstração prática, que mostrou as características técnicas do sistema, conversamos bastante sobre a filosofia do software livre, falando sobre a definição de software livre, sobre as quatro liberdades, e sobre como tudo isto pode ser aplicado pela administração pública na educação dos alunos, além de representar uma economia de dinheiro significativa para as escolas. Acredito que conversamos em torno de duas horas sobre software livre para escolas.

Na outra uma hora restante do evento, conversei com algumas pessoas do grupo que eu ainda não tinha tido a oportunidade de encontrar pessoalmente, apenas pela lista, que hoje conta com pouco mais de 90
pessoas. Demonstrei o XGL e mostrei a animação Elephants Dream, que chamaram bastante a atenção do pessoal. Também divulguei o grupo e convidei novas pessoas a participarem do SoftwareLivreVS.

Minha avaliação geral do evento é que este foi o melhor evento que nosso grupo conseguiu organizar neste pouco mais de um ano de existência. Acredito que os contatos que fizemos terão uma boa repercussão na adoção do software livre na região, estou pessoalmente interessado em manter contato com as escolas, pois acredito que aí está uma ótima oportunidade para aumentar nossa comunidade e espalhar a liberdade de software para outras pessoas.

Obrigado a todos que participaram do evento e a todos que colaboraram para que nosso grupo realizasse o Dia da Liberdade de Software 2006."

-- Adriano

"Apresentei no FSD 2006 a placa de testes do projeto OLPC, rodando o SlackwareOLPC 1.0.0, porte feito por mim do Slackware para a máquina do OLPC (que espero qe substitua o Fedora no projeto oficial). Houve um enorme interesse, sendo até mesmo colocado como "destaque" por um jornal local (Jornal NH). Houve explicação das caracteristicas da máquina e da distribuição, sendo explicado também os problemas apresentados, tanto na distribuição como na máquina e as modificações que serão feitas na versão 2.0 (que deverá ser lançada durante o FISL 8.0 a ser realizado em abril de 2007). Houve também dúvidas sobre como oter uma placa destas, sendo as duvídas prontamente explicadas."

-- Marcos

"Cheguei no evento perto das 13:30, e já tinha gente circulando por lá (que não os voluntários). Foi o evento que teve mais gente participando (tanto em termos de voluntários quanto de público geral).
Em termos de diversidade, acho que conseguimos reunir vários segmentos da comunidade: estudantes da própria universidade, muitos professores, famílias, profissionais de TI e mesmo curiosos em geral.

Foram distribuídos em torno de 120 cds do Ubuntu e suas variações (Ubuntu, Kubuntu e Edubuntu), e mais de 80 do Kurumin. Ficamos o Márcio, o William, eu e algumas outras pessoas na porta, pedindo que as pessoas assinassem a lista de presenças e distribuindo os cds, e todos levaram pelo menos um Kurumin e um Ubuntu. Notamos uma saída bem maior de Ubuntu's para a plataforma 64 bits e Kubuntu -- esses foram os primeiros que faltaram. Os Edubuntu's também saíram rapidinho, dada
a grande participação de profissionais da educação no evento.

Pra mim, foi o evento mais legal até agora. Tivemos várias atividades acontecendo ao mesmo tempo, mas as demonstrações e conversas com os participantes foi o que foi mais interessante. Em algumas horas, a sala (que era grande) estava cheiinha de gente (tenho ainda que fazer o upload das fotos mostrando isso). Convidamos várias pessoas a fazer parte do grupo e participar dos próximos eventos -- isso quando as pessoas não se adiantavam e perguntavam elas mesmos sobre os próximos eventos e como fazer para participar. Sobre os voluntários do grupo, acho que foi o evento em que conseguimos juntar o maior número também, o que foi uma surpresa super positiva. Enfim, o evento todo foi uma experiência muito legal."

-- Mírian

17 setembro 2006

Foi comemorado no dia 16/09/2006 o SFD2006, onde no mundo inteiro grupos se reuniram com o objetivo de divulgar e incentivar o uso do Software Livre nos mais diversos segmentos. Para mim este dia não foi apenas mais um evento, mas sim uma data muito especial, faz um ano que eu conheci o pessoal do Softaware Livre Vale dos Sinos. Durante o SFD2006 uma engenheiro ao qual eu explicava as vantagens do Software Livre, me perguntou por que eu fazia aquilo sem cobrar nada ? Então eu pensei, como explicar para alguém, que nem tudo na vida gira em torno do dinheiro, se essa pessoa tivesse o prazer de conhecer os integrantes do nosso grupo, ele com certeza não faria esse tipo de pergunta. Software Livre é isso, pessoas felizes, que estão lá por prazer e não para levar vantagens. Nosso evento foi um sucesso, mais de 120 pessoas passaram por lá, muitas destas talvez não venham a usar software livre agora, mas com certeza um dia usarão.
Sei que muitas pessoas gostariam de fazer parte do grupo, mas por algum motivo têm medo, talvez por acharem que não tem conhecimento suficiente para conversar com outros integrantes. Há uns dois anos atras, eu achava que software livre era somente "Linux", simbolizado pelo Tux ( aquele pinguim gordo ), após assistir uma das palestras do grupo, eu descobri que Software Livre é muito mais que isso, é uma Filosofia de Vida.

OBRIGADO A TODOS QUE AJUDARAM A FAZER DESTE EVENTO UM SUCESSO !